terça-feira, 14 de março de 2017

SOBRE CASAIS HOMOAFETIVOS

CAROS AMIGOS LEITORES E ACOMPANHANTES DESTE BLOG, A MATÉRIA QUE ESTOU POSTANDO NÃO É DE MINHA AUTORIA, MAS POR SE TRATAR DE  UMA ALTERAÇÃO NA CONSTITUIÇÃO NACIONAL DO BRASIL, E EVIDENTEMENTE QUE ENVOLVE NOSSA LIBERDADE, ACHEI MELHOR PUBLICAR NESTE BLOG. PARA QUE OS LEITORES POSSAM ASSIMILAR E PENSAR UM POUCO NA ESTUPIDEZ QUE AS LEIS HUMANAS ESTÃO  FAZENDO EM RELAÇÃO DESRESPEITOSO AS LEIS DIVINAS QUE ESTÃO ESCRITAS NO LIVRO DE LEVÍTICO CAPITULO 18, 19, QUANDO DEUS FALA SOBRE AS ABOMINAÇÕES HUMANAS. - O NOSSO GUIA CRISTÃO É A BIBLIA SAGRADA, POIS A TEMOS COMO A PALAVRA DE DEUS REVELADA AOS HOMENS...NÃO JULGO E NEM DISCRIMINO OPÇÕES,  GOSTO E PRÁTICAS  DE RELACIONAMENTOS, PORÉM A BIBLIA JULGA, CONDENA E DIZ QUE É ABOMINAÇÃO CONTRA DEUS..
ESTA MATÉRIA ESTÁ PUBLICADA NO http://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2015/03/lei-preve-que-casais-homoafetivos-sejam-incluidos-em-projetos-sociais.html  
03/03/2015 07h32 - Atualizado em 03/03/2015 07h32

Lei prevê que casais homoafetivos sejam incluídos em projetos sociais

Casais poderão alegar união estável em cadastros sociais e habitacionais.
Projeto de lei aguarda formação de comissões na Alap para ser discutido.

John PachecoDo G1 AP
casal gay (Foto: Gary John Norman / Cultura Creative)Casais podem alegar união estável em cadastros
(Foto: Gary John Norman/Cultura Creative)
Um projeto de lei protocolado na Assembleia Legislativa do Amapá (Alap), no fim de fevereiro, prevê a normatização para inclusão da união estável de pessoas do mesmo sexo em cadastros para obtenção de benefícios sociais em todo o estado. A proposição tem como base o reconhecimento do Supremo Tribunal Federal (STF) em 2011 da união de casais do mesmo sexo. A decisão criou um precedente que pode ser seguido pelas outras instâncias da Justiça e pela administração pública.
O autor da lei, o deputado Paulo Lemos (PSOL), espera a aprovação do projeto, que aguarda a formação das comissões responsáveis por discutir a lei, entre elas a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e de Direitos Humanos (CDH). As pastas e os deputados responsáveis ainda não foram designados pela nova legislatura empossada em 1º de fevereiro de 2015.
Deputado Paulo Lemos (PSOL) se baseia lei em decisão do STF (Foto: John Pacheco/G1)Deputado Paulo Lemos (PSOL) baseia lei em
decisão do STF (Foto: John Pacheco/G1)
“A lei consiste apenas na afirmação da condição de casal homoafetivo para aqueles em união estável, para que eles possam participar com essa condição de qualquer programa relacionado a benefício social, habitação, entre outros. Isso vai forçar também a gestão federal, estadual e municipal a estabelecer nos programas uma cláusula que considere essa entidade familiar”, explicou Lemos.
Em caso de aprovação, a lei abrange programas como o “Minha Casa, Minha Vida”, “Bolsa Família” e “Renda Para Viver Melhor”. Além disso, elimina a possibilidade de disputas judiciais para inclusão nos programas.
“É uma questão que está em discussão nacionalmente, e mesmo com posicionamentos contrários e favoráveis, são positivas as chances de aprovação”, avaliou o parlamentar.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

CIRCULO DE ORAÇÃO, TODAS AS SEGUNDAS FEIRAS.

CONVOCAMOS AOS IRMÃOS EM CRISTO Á PARTICIPAREM DO CIRCULO DE ORAÇÃO - VIDAS NO ALTAR DE DEUS - QUE TERÁ INICIO HOJE, SEGUNDA FEIRA - ÁS 19 HORAS. NA ASSEMBLEIA DE DEUS - EVANGELHO PRIMITIVO - LOCALIZADO NA RUA IRMÃ ZITA, 308 - PE. PALHANO - SOBRAL - CEARÁ.
LITURGIA :

PROGRAMAÇÃO; 19hs. Oração de abertura em forma de circulo, de mãos dadas.  - 19:10: cânticos de 03 louvores de oração da harpa cristã - 19:20; Leitura e reflexão da Biblia - 19;40 - Oração e Clamor de joelhos. - 20:15 - contos de testemunhos, milagres, visões, curas divinas
20;30: ENCERRAMENTO.
FAZEMOS ASSIM, - TODAS AS SEGUNDAS FEIRAS.

PERGUNTAS E RESPOSTAS.
PORQUE ORAR? - Para criar intimidade com Deus, através da oração.
PRA QUE ORAR?- Para vencer as astutas ciladas do diabo, vencer as tribulações e aflições.
ONDE ORAR?  Em qualquer lugar podemos orar em Espírito.
POR QUE ORAR EM CIRCULO DE ORAÇÃO? - Para manter a União e comunhão com os irmãos em comunidades.
QUEM PODE FREQUENTAR O CIRCULO DE ORAÇÃO? - Todos que precisam buscar a Deus em Espirito e em verdade, independente de placas religiosas.
PORQUE ORAR DE JOELHOS AO CHÃO? - Para inclinação da reverencia, respeito, temor e humildade na presença do REI dos reis e SENHOR dos Senhores.
QUAL O RESULTADO DESSAS ORAÇÕES? Fortalecimento Espiritual, operação de curas divinas e milagres através da Fé.

QUALQUER OUTRA PERGUNTA PODEREMOS RESPOSTAR...SINTA-SE Á VONTADE.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

FINALMENTE DEPOIS DE 05 MESES REALIZAMOS PROVA DE MISSIOLOGIA, - IBAD.

Finalmente, hoje, 26 de fevereiro realizamos a prova do nosso curso de Teologia, com a denominada disciplina Missiologia. O Estudo dessa disciplina estendeu-se exatamente iniciando no dia 26 de setembro de 2016, portanto, depois de 5 meses falhados, concluímos hoje. Amém?
Sou da primeira turma do Núcleo do IBAD, em Sobral Ceará, Não tenho exatamente a data de abertura do núcleo, contudo já estou na 22ª disciplina. (em 2017).e possivelmente ainda vou concluir pelo ano todo as demais que são 02 disciplinas...Vasculhando em meus arquivos encontrei uma prova da disciplina INTRODUÇÃO BÍBLICA  datada de 04 de dezembro de 2011, portanto, somamos 06 anos de curso de Teologia pelo Nucleo IBAD Sobral.
Em meus arquivos tenho as seguintes disciplinas: Introdução Bíblica,Teologia Sistemática, Livros Históricos, Profetas Menores, Profetas Maiores,Teologia Pastoral, Evangelhos e Atos,  Cristologia, Homilética, Hermenêutica, Evangelismo, Religiões Seitas e Heresias,  Introdução ao Novo Testamento, Escola Dominical, Livros Poéticos,Hebreus e Epistolas Gerais,Epistolas Paulinas,Pentateuco,Escatologia,Missiologia,...Todas essas dissiciplinas nos comprometeram 06 anos de sala de aula...falhados...Pior que qualquer faculdade...
Contudo, esta demora nos proporciona um estudo mais apurado, no entanto, devo complementar que muitos alunos do inicio, desistiram sem concluir o Curso...Além de outros denominados novatos que já estão na 6º disciplina já se acham cansados por estar no 3º ano. Previmos que se um obreiro tiver de ser consagrado a Cargos  ministeriais com exigência do curso de teologia feito no Nucleo de Sobral, prepare a caixola de paciência... vai demorar um pouquinho...
Devo salientar que pra mim, que sou obreiro sem cargos ministeriais estar muito bom, pois estou arquivando conhecimentos apurados para minha função na Igreja, pois desempenho cargo de Preletor de Escola Bíblica, todos os sábados, e dirigente de Circulo de Oração, isto tem me fortalecido em conhecimentos.
Mesmo assim, estou em oração para que esse curso termine logo, para que eu possa ingressar no Bacharelado, não mais pelo NucIeo IBAD -Sobral, mas devo ingressar numa outra instituição que tenha mais rapidez na conclusão dos cursos.
Abraços á todos e vamos á luta...





sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

PRE-CARNAVAL DE SOBRAL - O SUJO SUJE-SE AINDA MAIS...


já é tradição em Sobral-Ceará, o que se denomina bloco dos sujos, onde várias pessoas se antecipam para um pré-carnacal formando blocos e grupos encachaçados e fantasiados para desfilarem de maneiras liberais ao som de trios elétrico e bandas musicais até de renomes nacionais para enfatizar uma alegria falsa, diante da grande crise criada pelos politicos do Brasil. A nossa sociedade prega que isto é cultura, e que já faz parte da agenda cultural de nossa gente, por isto há uma cobrança de patrocínios e apoios financeiros, logísticos para a realização deste evento. O próprio municipio (http://sobralonline.com.br/prefeitura-de-sobral-confirma-bloco-dos-sujos-com-varias-atracoes/) tem sua parceria onde no final, sobra uma sujeira enorme nas ruas, além de inimizades, Assaltos, adultérios, inverções de valores morais, aumentos de dividas, estupros, inimizades, brigas, e algumas prisões, Este é o resultado final dessa cultura diabólica chamada Pré-carnaval e Desfiles do bloco dos sujos. Sem criticar  e sem fazer polemica sobre a realização desse evento, gostaria de mencionar algumas observações a luz da bíblia sagrada que é a palavra de Deus. Confira em Romanos cp.01 vers.22 -32..confira. 

O sujo, suje-se mais e o santo, santifique-se mais“Continue o injusto a praticar injustiça; continue o imundo na imundícia; continue o justo a praticar justiça; e continue o santo a santificar-se”.


Eis que venho em breve! A minha recompensa está comigo, e eu retribuirei a cada um de acordo com o que fez. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim.” (Ap. 22:11-13)
Jesus está perto de voltar e um dos sinais que podemos ver que está se cumprindo nos dias atuais é o que se trata no versículo acima: o sujo, suje-se mais e o santo, santifique-se mais.
A diferença entre o ímpio e o justo se tornará tão evidente quanto um dia claro de sol, o joio não se misturará mais ao trigo, ficará claro sua diferença.
O justo continuará a praticar a justiça mesmo que isso lhe custe muito, lhe traga prejuízos, lhe custe a vida.
O justo não se conformará com as coisas desse mundo, não entrará no “molde” dos padrões desse mundo, não fará ajustes para usufruir das coisas do mundo dentro da igreja, dentro da sua vida, o justo se manterá íntegro, separado, santo assim como é santo aquele que o chamou.
O justo viverá consciente que só pela graça perseverará até o fim e que só a vida de Cristo nele é a sua esperança.
Perseveremos, Jesus está voltando
EDITADO POR - EDILSON SILVA.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

ESCOLA BIBLICA - BEBIGNIDADE; UM ESCUDO PROTEROR CONTRA AS PORFIAS.

INTRODUÇÃO
Na lição de hoje estudaremos mais um aspecto do fruto do Espírito, a benignidade e mais um aspecto das obras da carne, a porfia. Veremos que o crente cheio do Espírito tem um coração benigno e procura ter relacionamentos saudáveis, evitando discussões, disputas e polémicas. O conselho de Paulo a Timóteo foi para que ele fugisse das discussões, polémicas e debates acerca da lei, pois tais discussões são inúteis e não acrescentam nada à fé dos irmãos (Tt 3.9).
 
l - A BENIGNIDADE FUNDAMENTA-SE NO AMOR
1. O que é benignidade?
Você conhece o significado dessa palavra? Benignidade significa índole boa, bom caráter; benevolência, humanidade e bondade. No crente, essas características não são o resultado de uma boa formação académica ou de uma família funcional. É o resultado do fruto do Espírito. Não conseguimos ser bondosos pelo nosso próprio esforço.
A bondade que estamos estudando vem de Deus, pois Ele é a fonte de toda benevolência e amor (1Jo 4.8). Deus é amor, logo, a benignidade é uma das características do crente.
2. Jesus, exemplo de benignidade.
Jesus, como homem perfeito, é o nosso maior exemplo de benignidade e amor (Jo 3.16). Ele amou os ricos e os pobres e sempre ajudou a todos que foram até Ele, como por exemplo, a mulher cananeia cuja filha estava miseravelmente endemoninhada (Mt 15.21-28). A princípio, parece que Jesus não estava se importando com o clamor daquela mãe. Porém, o Mestre estava testando a fé daquela mulher. Jesus mesmo declarou: "Ó mulher, grande é a tua fé" (Mt 15.28). Jesus, em sua bondade, não se prendeu a debates religiosos ou políticos, pois sabia que a sua missão era salvar e resgatar os que estavam perdidos (Lc 19.10).
3. A benignidade na prática.
O evangelista Billy Graham disse que é muito fácil ser indelicado e impaciente com os que erram e falham. É fácil ser bondoso e gentil com quem nos trata bem, mas precisamos ser benignos com aqueles que erram, tropeçam e ainda nos tratam mal. Para isso, precisamos ser cheios do Espírito Santo (Ef 5.18). A Terceira Pessoa da Trindade, habitando em nosso interior, nos leva a ser bondosos em todas as circunstâncias. Muitas pessoas rejeitam o cristianismo porque alguns cristãos não amam como o seu Mestre. Jesus foi gentil para com os publicanos e os pecadores. Ele se assentava e comia com essas pessoas (Mt 9.11,12). O Mestre também fez questão de pousar na casa do publicano Zaqueu (Lc 19.1-10). Os publicanos, por serem os cobradores de impostos, eram odiados pelo povo, pois em geral, cobravam mais do que as pessoas deviam. Na cruz, Jesus demonstrou benignidade ao atender o pedido de um salteador (Lc 23.42,43).
PONTO CENTRAL
A benignidade é um antídoto contra a porfia.
SUBSÍDIO TEOLÓGICO
A palavra benignidade em Gaiatas 5.22 é tradução do termo grego cherestotes, que significa bondade como qualidade de pureza e também como disposição afável de caráter e atitudes. Abrange ternura, compaixão e brandura.
Em Mateus 11.30, a palavra chrestotes é usada para descrever o jugo de Jesus. Ele disse: 'Porque o meu jugo é suave [chrestos], e o meu fardo é leve'. O jugo de Cristo fala do desenvolvimento de uma vida disciplinada através da obediência, submissão, companheirismo, serviço e cooperação. É uma relação cortês, gentil e aprazível (benigna) porque está baseada no compromisso e amor, e não na força e servidão. Temos um Mestre a quem servir, porque o amamos, e também servimos uns aos outros em razão de nosso amor por Ele. Servir sem amor é intolerável — servir por amor é o mais alto privilégio.
A palavra chrestos também é usada em Lucas 5.39 para descrever o vinho velho, que é melhor ou doce. Não há amargura nesse vinho. Esta ideia nos ajuda a entender melhor o que o apóstolo Paulo nos diz em Efésios 431,32 e 5.1,2 (GILBERTO, António. O Fruto do Espírito; A plenitude de Cristo na vido do crente. 2.ed. Rio de Janeiro: CPAD, p. 90).
CONHEÇA MAIS
Porfia
Erithia denota ambição, egoísmo, rivalidade, sendo voluntariosidade a ideia subjacente na palavra; por conseguinte, denota 'fazedor de partidos de divisões'. É derivado, não de éris. 'discussão', mas de erithos. 'mercenário, pessoa capaz de tudo por dinheiro'; por conseguinte, o significado de 'buscar ganhar seguidores', facções, 'porfias, contendas'. É traduzido em 2 Coríntios 12.20 por 'porfias', não é improvável que o significado aqui seja rivalidade ou ambições vis (todas as outras palavras na Lista expressam ideias abstraias em vez de facções). Também ocorre em Gaiatas 5-20; Fp 1.17; 2.3; Tg 3.14,16. Em Romanos 2.8 é traduzido como adjetivo, 'contencioso'. Para conhecer mais leia, Dicionário Vine, CPAD, p. 884.
II - A PORFIA FUNDAMENTA-SE NA INVEJA E NO ORGULHO
1. Inimizade e porfia.
Embora estas duas palavras pareçam ter o mesmo significado, elas são distintas. Segundo o Dicionário Houaiss, inimizade é ódio, indisposição e malquerença; porfia significa contendas de palavras, discussão, disputa e polémica. Embora tenham significados distintos, elas são obras da carne, da velha natureza, por isso, devemos fugir de tais ações (Gl 5.20,21).
2. Evódia e Síntique.
Eram irmãs valorosas que serviam a Deus na igreja de Filipos (Fp 4.2). Tudo indica que essas irmãs se deixaram levar pela velha natureza e estavam envolvidas em alguma porfia. Não sabemos ao certo o motivo da diferença entre elas. Alguns autores dizem que foram questões pessoais, outros que se tratava de uma disputa por questões eclesiásticas. Porém, tal atitude era reprovável. Então, Paulo exorta ambas para que acabem de uma vez por todas com as diferenças. O apóstolo, como líder daquela igreja, não procurou saber quem estava com a razão, mas com amor e firmeza ordenou que elas parassem com tal atitude. Em meio às porfias não existem vencedores. Todos acabam perdendo e dando lugar ao Diabo (Ef 4.27).
3. Miriã e Arão.
Moisés havia sido escolhido pelo Senhor para conduzir o seu povo até Canaã, e uma das suas características mais marcantes era a mansidão e a humildade (Nm 12.3). Todo líder precisa dessas duas características para que tenha uma liderança bem-sucedida. Certo dia, Miriã e Arão, irmãos de Moisés, ficaram indignados pelo fato de ele ter se casado com uma mulher cuxita (Nm 12.1). Eles não estavam preocupados com Moisés, mas, por trás da porfia, também havia outro sentimento, a inveja. Eles certamente desejavam a liderança do irmão. Um sentimento carnal traz consigo outros sentimentos, despertando o que há de pior em cada pessoa. As consequências da inveja e da porfia foram terríveis para Miriã e para todo o povo, pois tiveram que ficar retidos, em um lugar, até que Miriã pudesse se ajuntar novamente à congregação (Nm 12.15). Tenha cuidado com a porfia, pois ela trará prejuízos a você e ao povo de Deus.
SÍNTESE DO TÓPICO II
A porfia é obra da come e se fundamenta na inveja e no orgulho.
SUBSÍDIO TEOLÓGICO
Porfia
Erithia ou eritheia denota 'ambição, egoísmo, rivalidade', sendo voluntariosidade a ideia subjacente na palavra; por conseguinte, denota 'fazedor de partido de divisões'. É derivado, não de erís, 'discussão', mas de eríthos, 'mercenário, pessoa capaz de tudo por dinheiro'; por conseguinte, o significado de 'buscar ganhar seguidores', 'facções, porfias, contendas'. É traduzido em 2Co 12.20 por 'porfias', não é improvável que o significado aqui seja rivalidade ou ambições vis (todas as outras palavras na lista expressam ideias abstraías em vez de facções). Também ocorre em Gaiatas 5.20; Fp 1,17; 2.3; Tg3.14,16. Em Romanos 2.8, é traduzido como adjetivo, 'contencioso'. A ordem 'pendências, invejas, iras, porfias', é a mesma em 2Co 12.20 e Gl 5.20. A 'porfia' é fruto do ciúme. Contraste com o adjetivo sinónimo hairetikos, que ocorre em Tito 3.10, 'faccioso' (ARA), que causa divisão, não necessariamente 'herege' (RC), no sentido de manter falsa doutrina" (Dicionário Vine: O significado exegética e expositivo das palavras do Antigo e do Novo Testamento, 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2002, pp. 884-85).
III – REVISTAMO – NOS DE BENIGNIDADE
1. Retirando as vestes velhas.
Paulo exorta os crentes de Colossos a se despirem da velha natureza, deixando de lado a ira, a malícia, a maledicência e as palavras torpes (Cl 3.8). Como filhos de Deus, precisamos nos revestir de vestes novas, ou seja, novas atitudes, a fim de anunciar ao mundo a benignidade de Deus (l Pé 2.9). Vivemos neste mundo, mas não podemos nos conformar com a sua maneira de viver e pensar (Rm 12.1). Precisamos de santidade, pois sem ela jamais poderemos agradar ao Senhor e nem vê-lo (Hb 12.14).
2. Sede benignos.
A benignidade é um antídoto e um escudo contra as porfias. Tornamo-nos benignos porque fomos perdoados e justificados por Jesus Cristo e agora o Espírito Santo habita em nós e nos ajuda a viver de modo santo e justo. Fomos perdoados por Cristo. Por isso, precisamos também conceder o perdão àqueles que nos ofendem e magoam (Mt 6.12,14,15). De certa forma, é até fácil agir com bondade com aqueles que agem conosco dessa mesma forma, mas precisamos ser benignos com aqueles que nos odeiam e nos maltratam. Jesus nos ensinou a amarmos até mesmo os nossos inimigos (Mt 5.44).
3. Imitando a conduta de Paulo.
O apóstolo Paulo tinha uma vida ilibada, e como líder, era um exemplo para os crentes de Corinto. Sua maneira de viver era tão santa que ele desafiou os crentes a serem seus imitadores (1Co 11.1). Sua família, seus amigos e seus irmãos em Cristo podem imitar seus atos e suas ações? Paulo seguia o exemplo de Jesus. Precisamos também seguir o exemplo do Mestre e nos tornarmos semelhantes a Ele. Não podemos nos esquecer que ser cristão é ser semelhante a Cristo. Jesus deve ser o padrão para o nosso viver. Ele tinha uma vida social intensa; ia a casamentos (Jo 2.1-12), jantares na casa dos amigos (Jo 12.1-11), mas não se deixou seduzir pelas coisas desse mundo.
SÍNTESE DO TÓPICO III
O crente precisa se revestir de benignidade.
SUBSÍDIO TEOLÓGICO
Cristo é nosso exemplo de como andar em amor, como oferta de cheiro perfumado. As ofertas pelo pecado descritas no Antigo Testamento não eram perfumadas. Mas isto é dito acerca de Jesus, nossa oferta pelo pecado, que se deu em ternura, compaixão e brandura, porque Ele nos amou. Jesus demonstrou em sua forma mais elevada o significado de ser benigno e misericordioso uns para com os outros. É por isso que para o apóstolo Paulo Ele era a oferta de cheiro perfumado, oferecida em amor.
Em 1Pedro 2.3, a versão Almeida Revista e Atualizada traduz o termo grego chrestotes (ou chrestos) por 'bondoso'; 'Se é que já tendes a experiência de que o Senhor é bondoso'. Referência semelhante no Antigo Testamento ocorre em Salmos 34.8: 'Provai e vede que o Senhor é bom', o que fala de brandura. Estes versículos bíblicos dizem respeito a experimentar de modo pessoal a benignidade de Deus" (GILBERTO. Antonio. O Fruto do Espírito: A plenitude de Cristo na vida docrente,2.eó. Rio de Janeiro: CPAD, 2004,p. 91).
CONCLUSÃO
Se realmente desejamos expressar um cristianismo vivo, autêntico, precisamos excluir do nosso meio as porfias, pois são obras da carne e maculam corpo de Cristo. Precisamos seguir o exemplo de Jesus Cristo, que, com sua benignidade, atraía as pessoas para se reconciliarem com Deus. Jesus manifestou sua benignidade curando os enfermos, libertando os oprimidos pelo Diabo e morrendo na cruz pelas nossas ofensas e delitos.
PARA REFLETIR
A respeito da benignidade, um escudo protetor contra as porfias, responda:
• O que é benignidade?
Benignidade significa índole boa, bom caráter; benevolência, humanidade e bondade.
• Quem é a fonte de toda benignidade?
Deus é a fonte de toda bondade.
• Por que os publicanos eram odiados pelo povo?
Os publicanos, por serem os cobradores de impostos, eram odiados pelo povo, pois em geral, cobravam mais do que as pessoas deviam.
• Segundo a lição, a porfia se fundamenta em quê?
Fundamenta-se na inveja e no orgulho.
• Cite dois exemplos bíblicos de porfia na igreja de Filipos.
Evódia e Síntique.
OBSERAÇÃO - Escola Biblica de 11 de fevereiro 2017...
LECIONADOR - EV. Edilson Silva e J.M, Cardoso.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

PRÉ - TRIBULACIONISTA - MID-TRIBULACIONISTA OU PÓS-TRIBULACIONISTA?



EDITORIAL.
Escrito por Edilson Silva, pesquisa do módulo de Escatologia Autor: Flavio dos Santos e Final de todas as coisas Autor: Elinaldo Renovatto. CGADB.

 ARREBATAMENTO DA IGREJA DE CRISTO.
ANTES? DURANTE? OU DEPOIS DA GRANDE TRIBULAÇÃO? 
SUA OPINIÃO NOS INTERESSA MUITO...
Senhoras e Senhores, que a paz do senhor jesus Cristo esteja convosco. Amém?
A grande ansiedade de quem serve a Jesus é o dia em que ele virá para levar o seu povo para o céus. A Bíblia  diz que quando chegar esse momento não haverá mais dores, sofrimento, angustia,  fadiga, tribulações, aflições, ficarão para trás. Então terá inicio   um tempo de paz eterna e alegria na presença de Deus o Pai..Será  neste instante que os justos  verão a diferença entre o que serve a Deus  em Espirito e em verdade e o que engana na casa do Senhor.
Jesus falou sobre esse dia, e deixou claro que está ansioso  por ele, Tanto que na ultima ceia, Cristo afirmou que  só Cearia novamente, no céu,  junto com a igreja.
Os  discípulo ainda perguntaram  quando seria este dia? Ele lhes disse que ninguém o sabia, nem ele, nem os anjos do céu, mas somente o pai, e mais... disse também que a sua  igreja no final dos tempos seria guardada...
O século XX1 na Marcha inexorável do perpassar do tempo prenuncia  as melhores expectativas para o fim dos tempos. Em todos  os aspectos da vida da humanidade, não há um sequer que dê margem para o otimismo e esperança com fundamentos sólidos. A vida religiosa poderia ser uma exceção diante das calamidades morais que avassalam o mundo pós moderno No entanto, no meio das religiões, seitas e movimentos ditos espirituais, também se percebe  os sinais da decadência espiritual e moral. Cumpre-se de forma cabal  a previsão profética do apóstolo Paulo, quando escreveu a seu jovem discipulo Timóteo dizendo” –Sabe, porém isto: Que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos; porém haverá homens amantes de si mesmo, avarentos, presunçosos, soberbos ,blasfemos, desobedientes a pais e mães, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela, Destes, afasta-te” (2 Timóteo 3.1-5) - No meio social há uma onda avassaladora  de manifestações claras de rebelião contra Deus que teve inicio com Lúcifer, passou por Adão e por este passou a todos os homens. ( Romanos 5.12) –Na Europa que já foi berço de grandes avivamentos mundiais,  a rebelião contra Deus foi terrível que há países em que menos de 2% da população vai a igreja, -  O velho continente que já deu ao mundo Missionários famosos como Adoniran Judson, Hudson Taylor, William Care, David Livigstone, Daniel Berg, Gunnar Vingrem e outros, hoje é um cemitério da cristandade e já é considerado um pais pós Cristão, com muito orgulho  por parte de muitos governantes. - “Em seu sermão profético Jesus disse o que ocorreria no fim dos tempos.” NESSE TEMPO, muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se aborrecerão, E SURGIRÃO muitos falsos profetas e enganarão a muitos. E por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas  aquele que persevera até o fim será salvo, E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então, virá o fim” (Mateus 24.10-14) – 
Que o Senhor nos ilumine e nos ajude a entender a revelação do futuro, vaticinada na Bíblia, e possamos ser fiéis até o fim, quando receberemos a coroa da  vida das mãos do Senhor Jesus  Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. Mas, ao longo da história a pergunta que não quer calar é. “ Os salvos serão arrebatados antes, durante, ou depois da Grande Tribulação? -  A Igreja de cristo passará ou não pela grande tribulação? -  A abrangência escatológica nos faz mergulhar  na curiosidade dos que crêem que o Arrebatamento dos salvos se dará antes da grande Tribulação, e estes são denominados Pre-tribulacionistas, outra vertente de crença é que o  Arrebatamento se dará  na metade da Grande Tribulação, e são denominados Mid-tribulacionista, outra vertente acredita que o Arrebatamento será  depois da grande tribulação, e são denominados Pós-tribulacionista. O que nos dará a honra de hoje termos  corajosos e  grandes estudiosos da bíblia (teólogos) que ao fazer  suas exposição em defesa de suas teses, e porque acreditam nela. Gostariamos que você fizesse sua reflexão, análise, e publicasse conosco sua opinião...para nós, é muito importante.
Agradecemos pela Participação.
Nucleo de Teologia IBAD (EAD)
Sobral - Cé.
Alunos - Edilson Silva e Luzier do Nascimento